NOTÍCIAS


Chuva desde segunda-feira já passa de 100 mm em alguns municípios e há alerta de precipitações intensas no final desta semana

O Rio Grande do Sul terá nesta quinta-feira o seu quarto dia seguido com registro de chuva. Desde a segunda-feira o tempo se encontra instável no estado e muitas cidades acumulam já entre 50 mm e 100 mm em apenas três dias, mas a chuva mais extrema está por vir, alerta a MetSul Meteorologia.

Os volumes de segunda até hoje no fim da tarde em estações oficiais do Instituto Nacional de Meteorologia eram de 102 mm em Soledade, 71 mm em Encruzilhada do Sul, 67 mm em Serafina Corrêa, 65 mm em Ibirubá, 64 mm em Santiago, 63 mm em São Luiz Gonzaga, 59 mm em Tupanciretã, 58 mm em Encruzilhada do Sul, 57 mm em Bagé, 55 mm em Dom Pedrito e 53 mm em Canguçu.

Outras dados, da Agência Nacional de Águas (ANA) e Centro Nacional de Desastres (Cemaden), indicavam até o fim da tarde desta quarta marcas de 113 mm em Lavras do Sul, 93 mm em Nova Prata, 92 mm em Maçambará, 90 mm em Quevedos, 83 mm em Maquiné e 81 mm em Não-Me-Toque. A instabilidade gera episódios de chuva localmente forte a torrencial. Foi o caso de hoje em Guaporé, na Serra, onde a precipitação somou 90 mm em curto período com alagamentos nas áreas urbana e rural.

A chuva já atingia nesta semana até ontem na área do autódromo do município 120 mm. No começo da noite desta quarta-feira a instabilidade mais forte se concentrava no Nordeste do Rio Grande do Sul, entre os vales, a Grande Porto Alegre e a Serra. Chovia em vários pontos, até isoladamente forte, e as precipitações vinham acompanhadas de trovoadas em diversas localidades. Continua o tempo instável nesta quinta-feira no Rio Grande do Sul.

Muitas nuvens seguem sobre o estado em outro dia de abundante nebulosidade com predomínio de céu encoberto e em alguns locais nublado. Pontos isolados podem ter aberturas com melhoria breve. Chove e garoa em todas as regiões no decorrer do dia. A alta umidade traz nevoeiro ou neblina em algumas localidades, sobretudo de maior altitude. Com o tempo instável e a excessiva umidade, a temperatura outra vez pouco varia com pequena amplitude térmica, o que manterá o tempo ameno nesta quinta.

A MetSul adverte para cenário de perigo por chuva excessiva em parte do Rio Grande do Sul entre sexta e o sábado. Fortes áreas de instabilidade avançarão pelo estado com chuva intensa e raios, não se descartando temporais isolados. Somente entre esta sexta e o sábado, a chuva pode passar de 100 mm em muitas cidades com acumulados até de 150 mm a 200 mm isolados.


As áreas de maior risco são o Centro do Estado e a Metade Norte. Sob este cenário, é alto o risco de alagamentos e inundações com possibilidade de transbordamento de arroios e córregos, além de cheias de rios. A área mais populosa do estado, a de Porto Alegre e a região metropolitana, está na zona de maior risco de chuva intensa. O tempo seguirá com chuva no fim de semana e na segunda, aumentando ainda mais os volumes.


Como a MetSul destacou em especial de análise climática, este evento de chuva volumosa e até excessiva deste começo de maio marca o começo do fim da estiagem no Rio Grande do Sul, um processo longo que durará meses para a reposição do déficit hídrico somado em anos. Na segunda metade de 2023, o que era déficit de chuva passará a ser excesso de água com chuva acima a muito acima da média e sucessivos eventos extremos de chuva.

Fonte: https://metsul.com/chuva-passa-de-100-mm-no-estado-e-vem-muito-mais-agua/ .

Foto:IVO GONÇALVES/PMPA




04/05/2023 – Grupo Guaramano

COMPARTILHE

SEGUE A @HTTPS://WWW.INSTAGRAM.COM/RADIOGUARAMANO98.1FM/

98.1 – (55) 3353-1721
91.1 – (55) 3353-2121

grupoguaramano@yahoo.com
Guarani das Missões – RS
Av. Castelo Branco, 1053 – Centro, 97950-000

NO AR:
GUARAMANO NOTÍCIAS