NOTÍCIAS


Espanha vence Inglaterra por 1 a 0 e conquista sua primeira Copa do Mundo feminina

A Espanha se sagrou campeã da Copa do Mundo feminina neste domingo após derrotar a Inglaterra por 1 a 0 em uma final histórica disputada em Sydney, diante de 75 mil espectadores. As jogadoras em campo, e todo o banco de reserva, pularam ao apito final do jogo que lhes deu o primeiro título de sua história. 

A lateral-esquerda Olga Carmona marcou o gol da vitória para “La Roja” aos 29 minutos, após uma assistência de Mariona Caldentey que garantiu a conquista do Mundial na Austrália e na Nova Zelândia. A final foi disputada no Stadium Australia em Sydney, para uma multidão de torcedores entusiasmados torcendo pelas duas seleções. 

Espanha e Inglaterra entraram em campo com ímpeto, com leve domínio das inglesas, que deram o primeiro chute direto aos cinco minutos, e 10 minutos depois acertaram a trave. Mas a Espanha não ficou muito atrás e aos 11 minutos uma jogada de Salma Paralluelo quase terminou em gol.

As inglesas, com uma defesa sólida comandada por Millie Bright, se multiplicaram ao impedir a ligação do meio-campo espanhol com o jogo explosivo de Salma Paralluelo, uma ameaça constante. A Espanha apostou no jogo de posse de bola de Aitana Bonmatí e Jenifer Hermoso para conectar na frente com sua linha de ataque. 

Já a Inglaterra focou seu jogo na solidez defensiva e nas bolas longas em busca de passes em profundidade de Alessia Russo e Lauren Hemp. O equilíbrio foi quebrado quando Teresa Abelleira recuperou uma bola pelo lado direito e cruzou para a esquerda onde Caldentey tocou para Carmona que avançou e fez 1 a 0.

Lateral artilheira

A incisiva lateral-esquerda já havia marcado o gol que deu à Espanha a vitória sobre a Suécia na semifinal da última terça-feira, em Auckland. Antes do gol, um jovem invadiu o gramado vestindo uma camisa de protesto contra o presidente russo, Vladimir Putin. 

Com o resultado a seu favor, a Espanha teve a tranquilidade de administrar a vantagem com seus passes e cortando as ligações das “Leoas”. A Inglaterra tentou retomar a iniciativa nos minutos finais do primeiro tempo, mas a Espanha teve uma chance de aumentar o placar em um chute desviado de Paralluelo.

Para o segundo tempo, a treinadora da seleção inglesa, Sarina Wiegman, colocou em campo Lauren James e Chloe Kelly, procurando formar um rápido trio de ataque com Lauren Hemp. Esta última protagonizou a primeira chegada séria da Inglaterra na segunda etapa, finalizando um cruzamento da direita. No entanto, a posse de bola permaneceu com a Espanha. 

Aos 64 minutos o jogo foi suspenso para verificar um pênalti contra a Inglaterra, que foi confirmado após revisão do VAR. A cobrança de Hermoso foi defendida pela goleira Mary Earps. Esse lance pareceu injetar coragem nas inglesas, que intensificaram os ataques, embora sem muita pontaria diante da goleira Cata Coll. 

A entrada de Alexia Putellas no final do jogo permitiu à Espanha retomar o controle das ações. O coro de “si, se puede” (“sim, é possível”, em tradução livre) acompanhou as espanholas na reta final do jogo até a vitória que lhes deu o tão sonhado título mundial inédito

Texto: CP

Foto: Franck Fife / AFP / CP




21/08/2023 – Grupo Guaramano

COMPARTILHE

SEGUE A @HTTPS://WWW.INSTAGRAM.COM/RADIOGUARAMANO98.1FM/

98.1 – (55) 3353-1721
91.1 – (55) 3353-2121

grupoguaramano@yahoo.com
Guarani das Missões – RS
Av. Castelo Branco, 1053 – Centro, 97950-000

NO AR:
GUARAMANO NOTÍCIAS