NOTÍCIAS


Israel afirma ter matado dois líderes do Hamas

Israel afirmou neste sábado que matou dois líderes do Hamas envolvidos nos ataques do último sábado.

Segundo o Exército israelense, um deles foi Merad Abu Merad foi morto após uma ofensiva aérea em um quartel-general usado pelos militantes islâmicos.

De acordo com a CNN, Abu Merad era o chefe do Sistema Aéreo da cidade da Gaza, e teria sido responsável por direcionar os terroristas durante os ataques.

O outre chefe do grupo islâmico morto seria Ali Kachi. Ele teria liderado um ataque a comunidades nas proximidades da Faixa de Gaza. 

Segundo observadores, os bombardeios a Gaza nos últimos dias preparam a incursão terrestre.

Israel “iniciou os ataques aéreos para eliminar os comandos do Hamas, os principais dirigentes, os túneis, os depósitos de armas e os lança-foguetes a fim de reduzir os riscos”, explica Alex Plitsas, do centro de reflexão Atlantic Council.

Os pontos de circulação entre Israel e a Faixa de Gaza foram cortados, assim como o posto fronteiriço de Rafah, entre Gaza e o Egito.

Paralelamente, “a Marinha israelense impôs um bloqueio naval completo para se assegurar de que o Hamas não receba armas e outras provisões pelo mar”, acrescenta Plitsas.

E o Exército israelense admitiu, nesta sexta, que realizou incursões terrestres em Gaza “nas últimas 24 horas” para procurar “terroristas” e “armas”, assim como “pessoas desaparecidas”.

Elite e comandos

Espera-se que a operação israelense seja importante, devido à comoção provocada pelo ataque do Hamas.

“Os israelenses vão enviar todas as unidades de elite, veículos blindados, infantaria mecanizada, comandos e forças especiais”, enumera Pierre Razoux.

Estas forças vão dispor de “todo o apoio de fogo necessário”, de artilharia a drones, passando por caças e helicópteros de combate.

O objetivo inicial poderia ser dividir a Faixa de Gaza em duas, traçando uma linha entre o mar e o muro que a cerca, separando Rafah, no sul, da Cidade de Gaza, no norte.

Este especialista em Oriente Médio também espera “operações mecanizadas e blindadas para tomar as principais estradas, como em Beirute em 1982, antes de um ataque coordenado em todas as direções” por terra, mar e ar.

CP

Foto: YASSER QUDIH / AFP




14/10/2023 – Grupo Guaramano

COMPARTILHE

SEGUE A @HTTPS://WWW.INSTAGRAM.COM/RADIOGUARAMANO98.1FM/

98.1 – (55) 3353-1721
91.1 – (55) 3353-2121

grupoguaramano@yahoo.com
Guarani das Missões – RS
Av. Castelo Branco, 1053 – Centro, 97950-000

NO AR:
RANCHO GUARAMANO